terça-feira, 22 de julho de 2008

DIA PESADO, MAS PRODUTIVO.

Não sou dos mais supersticiosos, mas um ocorrido ontem me deixou um pouco desconfortável... Tinha me deitado prá dormir e ontem, exatamente na hora em que meu pai faleceu 8 anos atrás, meu cachorro teve um "acesso" de uivos... Uivou tanto e tão alto que quase me derrubou da cama. Levantei assustado e dei aquela bronca no bichinho, que depois se comportou, mas aí o sono já era...



Fui para o trabalho e lá me deparei com inúmeras situações que me abalaram. Apesar de trabalhar na área da saúde (o que significa ter contato indireto com inúmeras pessoas doentes e alguns óbitos), ainda tenho dificuldades em entender algumas coisas... Infelizmente hoje vi vários casos de pessoas jovens (29,30,40 anos) internadas com AVC, fiquei assustado demais, mas o que realmente me arrasou foram os casos de duas crianças uma menina com 9 e um menino com 6 anos, ambos com IRC (insuficiência renal crônica) dependentes de diálise diária prá sobreviver e na fila dos transplantes. Essa situação é terrível para um adulto, para uma criança nem sei como definir... Nessas horas sinto-me tomado por uma "síndrome de Renato Russo", uma tristeza, depressão, dor, é como se pudesse sentir as dores do mundo, mas creio em DEUS e sei que ELE sabe de todas as coisas e essa fé me faz perder uma vontade quase mórbida de ouvir "A Via Láctea" e desabar. Obrigado SENHOR.
Amanhã é outro dia.
Meeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeel, saudadeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeees!!!!!!!!

Um comentário:

Mayra disse...

É, viver cada dia como se fosse o último é o lema! Beijão! Luv Ya! ;**