terça-feira, 11 de novembro de 2008

R.E.M. - O SHOW DE 11/11/08.

Às 22:19 começou a alegria...

Antes disso, muita confusão, alguns espertos (poucos, felizmente) querendo furar a fila e muito, muito stress. Fui obrigado a fazer a linha PIT BOY e arrumar confusão com a galera da fila. Comigo estavam o Julio, a Fabiana, O Fernando e o Guto. Causamos com os enrolões e tivemos que aturar as mais incríveis desculpas esfarrapadas. Muitas pessoas ainda tentam justificar o injustificável, tentar tornar certo o que é completamente errado. Não prá cima de mim. Inversão de valores deve funcionar só lá na puta que pariu, não aqui...
Até os corretíssimos alemães estavam sendo corrompidos e ensinados no "jeitinho brasileiro", uma lástima.

Depois dos problemas, só felicidades.
A banda subiu ao palco às 22:19 e começou a disparar seus hits, que foram um a um emocionando o público que lotou a VIA FUNCHAL. Em breve farei uma análise mais detalhada do show, hoje só quero registrar que foi incrível. Michael Stipe, Peter Buck e Mike Mills fizeram a alegria dos fãs.
Por volta de 23:05 Everybody Hurts tocou e liguei pro Alê, que ouviu inteira pelo celular, só ouvi um "Eu te Amo" ao fim da música, rsrsrsrsrsrs. Valeu Ale, você é o cara, amigo!!!!!!!
Às 00:12 terminou o show... Foi lindo, mas faltaram várias músicas, uma pena. Mesmo assim, foi irrepreensível.

E VIVA O R.E.M.

2 comentários:

Xande disse...

E viva o R.E.M e viva os amigos que fazem a nossa felicidade ligando no meio de Everybody Hurts, não pude estar presente no show, mas só aquela emoção de ouvir a galera cantando pelo celular foi indescritível...

Kléber disse...

Cara, foi instantâneo... Começou a música, lembrei-me de você e liguei. Bom, fiz um amigo feliz, hehehehehehe.