terça-feira, 28 de outubro de 2008

LADRÃO QUE ROUBA LADRÃO TEM CEM ANOS DE PERDÃO E O VOTO DA POPULAÇÃO... A MANUTENÇÃO DA ERA DAS TREVAS.

No fim da tarde de domingo, ao ler o boletim da eleição na sessão em que trabalhei já fiquei desanimado...

ERA UMA VEZ UM REINO... IMENSO, MODERNO E DESENVOLVIDO, MAS COM MUITA POBREZA E MISÉRIA EM SUA PERIFERIA...

No Reino, um tirano malévolo governava seu povo com mão de ferro. Opressor e agressivo, chamava os "súditos" de "vagabundos" e tinha o apoio do povo para tanto. Com uma carta enviada por seus "soldados" desalojava os mais pobres de suas moradias irregulares sem garantir-lhes um local para ficar. Depois do muro de Berlin, um novo muro da vergonha foi erguido num "feldo", separando uns e outros que sonhavam fazer parte do grupo dos eleitos...
Os magos e curandeiros serviam somente os protegidos do rei e os mais pobres sucumbiam frente a peste...
Ilusionistas fantásticos conseguiam fazer com que o povo acreditasse na bondade do rei, com imagens construídas de um homem sensato, interessado no povo e que queria a igualdade entre todos... Entre todos os miseráveis.
O Reino possuia uma população imensa, tão grande que as carruagens e carroças mal podiam circular, afinal o Rei gastava os impostos arrecadados dos mais pobres em obras vistosas, mas que de nada adiantavam para ajudar a plebe.
Um dia, uma revolta fez com que fossem convocadas eleições, nas quais os pobres poderiam mudar seu destino indicando uma representante para o posto, contrariando a regra de sucessão real.
O Rei mandou seus servos calarem a voz da verdade e a Princesa dos Pobres, indicada pelos plebeus e que havia se candidatado para defendê-los foi lamentavelmente envolvida em situações mentirosas. Já havia feito obras maravilhosas para os mais pobres, mas ainda assim não contou com o voto deles, que estavam encantados pelas promessas mirabolantes e pelo sorriso cínico e pelo olhar falso do Rei.
Hipnotizados pelas falsas promessas do Rei malvado, o povo votou nele para seguir no comando e a era das trevas seguiu, sem que ninguém se desse conta do passado "nebuloso" do Rei e de seus aliados...

E foram infelizes para sempre (ao menos por quatro anos...)

2 comentários:

Fecer disse...

Nossa! Me deu até uma certa angústia esse tom melancólico e cruel
Fico completamente dividido, sem saber em quem acreditar mais. As vezes me parece que tudo e todos são cartas marcadas, e que tanto o Rei quanto a Rainha dos Pobres são seres miseráveis.
E olha que nem tirei meu título ainda...

Abraaço!

Kléber disse...

A Rainha pecou pela inexperiência e hoje está preparada. O Rei pecou por maldade, tem um passado obscuro. (O PxFxLx) é um retrocesso para São Paulo. Uma das piores coisas é tentar mostrar através do marketing ser alguém que não é e a Rainha, parecendo antipática ou não, sempre foi ela mesma para todos, ao contrário do Rei...